Plantação de maconha é encontrada em centro de reabilitação de viciados

Foto: Polícia Militar do Paraná

Uma plantação de maconha foi encontrada no domingo em um centro de reabilitação para usuários de drogas e álcool em Londrina, no Norte do Paraná. A plantação em estufas foi descoberta quando agentes do Corpo de Bombeiros entraram na chácara atrás de um incêndio, informado por meio de chamado no número 193. Os bombeiros tiveram que estourar um cadeado para entrar. Quando chegaram na casa viram duas estufas e três cômodos da casa que serviam de área de plantação, com ar condicionado, controle de temperatura, ventiladores e iluminação especial. Os bombeiros chamaram a Polícia Militar que apreendeu o material, as mudas de cerca de cem plantas de maconha, dinheiro uruguaio e extratos bancários com movimentação financeira de alto valor. Segundo o tenente Emerson Castro, quando os bombeiros combatiam o incêndio em uma das casas, perceberam que as pessoas que estavam na chácara começaram a fugir.

Quando a PM chegou os responsáveis pelo suposto centro de reabilitação no Jardim Lagoa Dourada não estavam mais no imóvel e ninguém foi preso. A PM constatou que os responsáveis pelo local respondem a um inquérito por tráfico de drogas em Belém do Pará. A placa do Centro de Reabilitação j[a não estava na fachada da chácara, mas a polícia encontrou diversos documentos com informações do funcionamento do estabelecimento chamado Reab.

Com a apreensão do dinheiro uruguaio e a confecção de uma marca, com logo e brindes, existe a suspeita de que a maconha fosse vendida no Uruguai, onde a maconha é legalizada para consumo recreativo. A maconha era identificada com uma logomarca de uma abelha.

A Polícia Civil abriu inquérito e deve investigar o caso. Até agora ninguém foi preso.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*