Polícia de Foz investiga acusado de criar perfil falso no Twitter

A Polícia Civil de Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado, investiga um rapaz de 25 anos, suspeito de criar um perfil falso no twitter, em nome de uma empresária. A vitima fez um boletim de ocorrência na polícia. Em depoimento, o jovem disse que se tratava de uma brincadeira. O perfil foi retirado do ar após 20 dias, e chegou a ter 400 seguidores. A defesa da empresária considera que foi uma brincadeira de mal-gosto. O rapaz pode ser condenado pelos crimes de injúria e difamação. Crimes pela internet podem ser enquadrados no código penal. Um perfil falso pode caracterizar desde falsidade ideológica, até crime contra a honra. Na semana passada, a diretoria do Atlético-PR divulgou uma nota oficial, em que denunciava um perfil falso do presidente do clube, Mário Celso Petraglia, no Twitter. Segundo o clube, o perfil falso ofendia, difamava e ironizava torcedores.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*