Polícia prende suspeitos de depredar cadeia em Umuarama

Nove mandados de prisão foram cumpridos nesta segunda-feira (5) em Umuarama, região noroeste do estado, contra suspeitos de participação na depredação da delegacia da cidade.

O episódio aconteceu em setembro de 2017, depois de o suspeito de matar Tábata Fabiana Crespilho da Rosa, de seis anos, ter sido preso. A menina sofreu violência sexual antes de ser morta por enforcamento.

Além dos nove detidos hoje por meio de mandados, outras duas pessoas foram presas durante a operação – uma por ter um mandado de prisão por homicídio em aberto e outra por tráfico de drogas.

À época, 12 veículos foram destruídos, sendo seis carros da polícia, quatro da imprensa e dois particulares. Desses, oito foram incendiados. A fachada da delegacia também foi destruída.

Durante a confusão, 260 presos que estavam na carceragem deram início a uma rebelião e destruíram parte das celas.  Os presos devem responder por danos ao patrimônio público e particular, associação criminosa e também pelo crime de incêndio.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*