Policiais do Gaeco do PR e de SC são acusados de tortura

A denúncia foi feita por dois homens e um adolescente que teriam sido agredidos em uma chácara de Piraquara, na grande Curitiba. Eles também citaram a participação de integrante do COE, que é o grupo de elite da Polícia Militar. O Gaeco teria pedido o reforço porque precisava cumprir três mandados de prisão e um dos suspeitos seria muito violento.
De acordo com os detidos, mais seis pessoas estavam na chácara, entre elas uma criança, e todos teriam presenciado a tortura. O procurador de Justiça e coordenador do Gaeco no Paraná, Leonir Batisti, afirmou que abriu uma investigação para confirmar se houve agressão.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*