Policiais envolvidos em tortura foram excluídos

Os dois policiais militares envolvidos no caso de tortura de um jovem de 19 anos morador do bairro Uberaba foram excluídos da corporação. O processo disciplinar de exclusão foi assinado hoje de manhã pelo comandante da PM, coronel Roberson Bondaruk. O caso ocorreu no início de março, durante a instalação da Primeira Unidade do Paraná Seguro, a UPS. O servente de pedreiro Ismael Ferreira da Conceição teria sido vítima de tortura e racismo no bairro Cajuru, mas era morador do Uberaba. De acordo com o coronel Bondaruk, o inquérito policial confirmou que houve abuso por parte dos policiais.  O advogado da Comissão do Movimento Negro de Curitiba, André Luiz Nunes da Silva, disse que é importante que casos como esses seja investigados. O processo de exclusão deve ser finalizado em trinta dias. Enquanto isso, os dois pm´s continuam afastados do cargo.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*