Policiais são presos suspeitos de participar de quadrilha em Peabiru

(Foto: reprodução/Google Street View)

Um investigador da Polícia Civil e dois policiais militares, um deles da reserva, foram presos ontem (11) em Peabiru, no noroente do Paraná. As prisões ocorreram durante a Operação Catarina, coordenada pelo Ministério Público Estadual.

Além dos policiais, outras sete pessoas são suspeitas de furtar bancos e postos de combustíveis. O grupo, segundo o Ministério Público, é conhecido como “gangue da marreta” e fazia buracos nas paredes para furtar. Entre os presos, está um policial aposentado que é ex-funcionário de uma empresa de monitoramento.

Segundo o Ministério Público, o homem é um criminoso conhecido nos meios policiais de Santa Catarina. Os acusados foram identificados a partir de interceptação telefônica, autorizada pela Justiça. Também há indícios de ações da quadrilha no Rio de Janeiro. A Promotoria de Justiça de Peabiru, responsável pelo trabalho, informou que as investigações continuam. O processo está em sigilo.

Reportagem: Narley Resende

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*