Pontos de Curitiba podem ser concedidos para a iniciativa privada

A Pedreira Paulo Leminski, a Ópera de Arame e o Parque Náutico vão ser concedidos para a iniciativa privada pelo período de 25 anos. O objetivo é buscar investimento nesses três pontos da cidade, já que a empresa que vai ficar responsável pelos espaços terá que investir 15 milhões de reais em reformas. O superintendente de concessões da secretaria municipal de administração, Vilson Justus, esclarece que concessão não é o mesmo de privatização, já que a gestão dos espaços é por tempo determinado. Ele explica porque a prefeitura tomou essa iniciativa.

O superintendente explicou também porque foi determinado período de 25 anos para repasse dos parques para iniciativa privada.

Até o dia 04 de junho as empresas interessadas em participar da licitação devem enviar as propostas à prefeitura. A estimativa é de que até agosto deste os espaços comecem a receber os investimentos da iniciativa privada.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*