População de Curitiba não sabe lidar com doenças do coração

Curitiba é uma das capitais brasileiras onde a grande maioria da população não sabe como lidar com as doenças do coração. Menos de 4% das pessoas tem conhecimento que a fibrilação atrial, que é um tipo de arritmia cardíaca que atinge 1 milhão e meio de pessoas no Brasil, é a principal causa do AVC. O médico cardiologista, Ricardo Pavanello, explica que a população sabe da gravidade do problema, mas não tem plena consciência do que fazer com ele.

Na América Latina, o Brasil é o país com o maior índice de AVC, com mais de 129 mil casos todos os anos. A pesquisa mostra que a percepção a respeito do derrame cerebral é bastante equivocada. 33% dos entrevistados disseram que as principais causas do AVC são a pressão alta e 26% apontaram a obesidade. 71% das pessoas não souberam dizer o que é uma fibrilação atrial. Os pacientes que tem essa arritmia possuem 5 vezes mais chances de ter um AVC. O diagnóstico da arritmia é simples, e começa pela medição de irregularidades no pulso.

Quando controlado com medicamentos, é possível evitar o derrame em quase 100% dos casos. O levantamento foi feito por um laboratório alemão, em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*