Portos tem até dia 25 para cortar funcionários comissionados

Termina no dia 25 deste mês o prazo estipulado pelo Ministério Público do Paraná para que a administração dos portos de Paranaguá e Antonina (Appa) corte 40% dos funcionários comissionados. A recomendação foi feita pelo MP em abril, por meio da promotoria do patrimônio público. O órgão investigou a suposta venda de cargos comissionados no Porto de Paranaguá em troca de financiamento e apoio nas eleições deste ano. Atualmente, a Appa conta com 103 cargos em comissão. Entre os exonerados está Anderson Wanderci Pinto Barboza, que permanece detido na cadeia pública depois de ter ameaçado testemunhas que contribuíam no inquérito aberto pelo MP. Segundo a promotoria, a superintendência da Appa teria enviado um ofício para o órgão no qual se comprometeu a realizar as demissões.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*