Preso por matar médico, homem pode pegar até 30 anos de prisão

O homem preso nesta semana, acusado de matar o médico pneumologista Sérgio Savytzki, deve responder pelo crime de latrocínio e pode pegar até 30 anos de prisão. Segundo a polícia, Wellington Paris, de 29 anos, foi o responsável por roubar e matar o médico, de 58 anos, no dia 12 de agosto deste ano.

O crime aconteceu no bairro Bigorrilho. Depois de assassinar a vítima por esganadura, o criminoso fugiu levando o carro e outros pertences pessoais do médico. No entanto, acabou preso em casa, no bairro Boa Vista, na última quarta-feira. De acordo com o delegado Emmanoel David, da Delegacia de Furtos e Roubos, a primeira contradição foi quando o suspeito negou ter visto o médico nos últimos meses – argumento rebatido por várias testemunhas.

A motivação do crime não foi revelada. A polícia também não entra em detalhes sobre o tipo de relacionamento que era mantido entre o assassino e a vítima. O suspeito nega as acusações. O mandado de prisão temporária foi expedido pela 9ª Vara Criminal da capital e Wellington Paris permanece na carceragem da delegacia, à disposição da Justiça.

Foto: Polícia Civil

Foto: Polícia Civil

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*