Procuradores que coordenam a Lava Jato no Paraná se manifestam em redes sociais sobre últimas denúncias da operação

(Fotos: Divulgação)

(Fotos: Divulgação)

Os Procuradores que coordenam a força tarefa da Lava Jato no Paraná se manifestaram nas redes sociais sobre as últimas denúncias da operação. Deltan Dallagnol afirmou que há muitas reformas necessárias no País, mas a prioritária é a anticorrupção.

Ele escreveu ainda que “Se este Congresso não fizer as reformas necessárias contra a corrupção, será uma confissão de incompetência e merecerá a vergonha dos crimes que o cobrem – com as honrosas exceções daqueles que estão lutando por essas mudanças.” Dallagnol ressaltou ainda que “a melhor coisa que a sociedade poderá fazer, além de protestar, será mostrar sua indignação nas urnas, colocando no Congresso em 2018 pessoas comprometidas com as transformações que queremos ver.” O procurador encerrou enfatizando que  “Não roubarão nosso País de nós. Lutaremos por ele até o fim.”

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

O procurador Carlos Lima também se manifestou nas redes sociais. Ele defendeu a operação lava jato afirmando que “Enquanto diziam que éramos contra um partido ou outro, a Procuradoria da República se manteve firme na sua tarefa de revelar a corrupção político-partidária sistêmica que mina todos os esforços da população para trabalhar e crescer por esforços e méritos próprios.” Ele encerrou ressaltando que “Não sejamos maniqueístas de achar que ou é o partido X ou o partido Y o problema. É muito mais que isso. Nem também aceitemos a ideia de que precisamos encerrar as investigações, jogando tudo debaixo do tapete, em troca de uma recuperação econômica.”

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

O procurador enfatizou ainda que “Enquanto não mudarmos a política e as leis processuais e penais, viveremos uma crise atrás de outra.”

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*