Programa científico da Nasa que envolverá escolas é lançado em Paranaguá, em parceria com a UFPR

Foto: Divulgação / UFPR

Foto: Divulgação / UFPR

Um museu com dados sobre o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya foi lançado na última semana em Paranaguá, Litoral do Paraná, em uma parceria da Agência Espacial Brasileira, a Nasa – Agência Espacial Norteamericana, com a UFPR.

O Museu de Arqueologia e Etnologia faz parte do Projeto Globe Brasil, que envolve professores e alunos de escolas públicas do Litoral na coleta de dados sobre o mosquito Aedes aegypti. O Globe (sigla em inglês para Programa Global de Aprendizagem e Observações em Benefício do Meio Ambiente) visa promover o interesse pela ciência, formar cidadãos conscientes em relação ao meio ambiente e apoiar professores no trabalho com temas relacionados.

Os dados coletados são colocados em uma plataforma administrada pela Nasa e ficam à disposição da comunidade internacional. Participam 25 escolas de Paranaguá e outros municípios do Litoral paranaense.

O mesmo projeto será desenvolvido também em São José dos Campos, em São Paulo, e na cidade do Rio de Janeiro. Ambas as cidades têm ou já tiveram epidemias de dengue.

O programa permite a investigação de várias áreas da ciência ambiental, como atmosfera, hidrologia, solos, vegetação e estudo dos ciclos de vida animal e vegetal. No Paraná, serão aplicados os módulos de atmosfera e de mosquito.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*