Projeto em Curitiba promove inclusão de jovens por meio do tênis

(Foto: divulgação/Institutoicaro)

Qual o valor de uma oportunidade que usa o esporte para transformar vidas?

Já faz bastante tempo que um projeto funciona em Curitiba inserindo crianças e adolescentes no mundo dos esportes. Tênis é o nome dele. Dentro das linhas, na quadra de saibro, meninos e meninas aprendem muito mais do que a regra de uma modalidade olímpica: eles descobrem que podem, e que são capazes de sonhar.

É o que explica o fundador do Instituto Ícaro, Eduardo Marcolin.

O instituto começou a se desenhar no ano 2000; surgiu, de fato, em 2003 e, de lá para cá, foram milhares as crianças e adolescentes atendidos.

Hoje, as atividades vinculadas à entidade são oferecidas, em Curitiba, em mais de 30 escolas da rede pública e quase 10 praças, e isso sem contar o trabalho que começou mais recentemente, há cerca de dois anos, nos municípios de Bandeirantes, Campo Mourão e Jacarezinho, no interior do Estado.

Os dois atletas descobertos em Curitiba são tão bons que, três anos atrás, eles participaram de um intercâmbio de treino de 15 dias em uma academia na Espanha por onde o ícone do tênis mundial Rafael Nadal passou no início da carreira.

E como eles, Marcolin acredita, muitos devem ser os talentos escondidos, muitas vezes, pela falta de condições das famílias.

O público-alvo da iniciativa é bem amplo e inclui pessoas dos cinco aos 18 anos de idade. Além das aulas de tênis, as crianças e adolescentes também aprendem xadrez, para aprimorar a lógica, a concentração e a memória, e inglês com professores voluntários.

Os que competem passam ainda por sessões de fisioterapia e são acompanhados por nutricionistas para que possam crescer e frutificar mundo afora. Para saber mais, acesse: institutoicaro.com.br.

(Foto: divulgação/Institutoicaro)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*