Receita Federal no Paraná apreendeu mais de 160 milhões de dólares em mercadorias contrabandeadas durante todo o ano

Foto: Receita Federal – arquivo

Mais de 160 milhões de dólares. Este é o montante contabilizado pela Receita Federal no Paraná em mercadorias apreendidas durante todo o ano no Estado, frutos do contrabando internacional. Somente na região de Foz do Iguaçu, no oeste, o valor chegou a 69 milhões de dólares. O maior aumento de produtos contrabandeados foi de brinquedos. A quantidade subiu 95%, saltando de 700 mil dólares para um milhão e 370 mil dólares em valores de mercadorias apreendidas.

Em seguida vieram as bebidas, com aumento de 77% e os aparelhos eletrônicos, com 71%. O auditor fiscal da Receita Federal no Paraná, Hipólito Caplan, destaca que estes produtos não passam por testes e não trazem o mínimo de qualidade aos consumidores.

De acordo com um levantamento da Receita Federal do Paraná, o contrabando de cigarros na região de Foz do Iguaçu chegou a cair 5% neste ano. No entanto, o auditor fiscal explica que a queda reflete a mudança na estratégia dos bandidos.

O cigarro continua sendo a preferência de muitos contrabandistas. Em todo o Estado houve um aumento de 50% na apreensão da mercadoria, saltando de 62 milhões e 600 mil dólares para 93 milhões e 800 mil dólares em valores de maços de cigarros contrabandeados.

Parte das mercadorias apreendidas é destruída pela Receita Federal em mutirões organizados periodicamente. Outra parte é doada para instituições sem fins lucrativos que revendem os produtos próprios para uso.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*