Renato Duque quer prestar novos depoimentos à Justiça

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil – arquivo

O ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque, quer prestar novos depoimentos à Justiça. A defesa protocolou um pedido ao juiz Sérgio Moro para que Duque seja ouvido novamente no processo em que é acusado de receber propina de empreiteiras no setor em que atuava.

No documento, o advogado Antônio Figueiredo Basto, alega que o ex-executivo quer colaborar “espontaneamente” com a lava jato, independente da formalização de um acordo de delação premiada. Há meses a defesa está em tratativa com a força tarefa da lava jato para tentar firmar um acordo de colaboração.

Duque já ficou frente a frente com Moro, mas preferiu ficar calado nas primeiras vezes. Ele rompeu o silêncio ao ser ouvido no mês passado no caso do tríplex do Guarujá, que envolve o ex-presidente Lula. No depoimento, ele afirmou que Lula tinha conhecimento de tudo o que acontecia na Petrobrás e que comandava o esquema. Renato Duque já foi condenado em várias ações da lava jato que totalizam 57 anos de detenção. Ele foi diretor de serviços da Petrobrás no período entre 2003 e 2012.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*