Roberto Coutinho Mendes é afastado da presidência da Sercomtel

A 3ª Vara Criminal de Londrina determinou o afastamento de Roberto Coutinho Mendes da presidência da Sercomtel. Ele foi denunciado por participação no esquema de compra de votos de vereadores por integrantes do diretório municipal do PDT, partido do prefeito Homero Barbosa Neto. A intenção é que não ocorresse a instalação de uma Comissão Processante que investigaria a contratação de vigias da Centronic e que atuariam na segurança da rádio de família do prefeito. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o presidente da Sercomtel sacou R$ 5 mil da sua conta pessoal na manhã de 24 de abril, dia em que o ex-secretário Marco Cito e o empresário Ludovico Bonato foram presos em flagrante dando R$ 20 mil ao vereador Amauri Cardoso (PSDB). Mesmo enfrentando uma dura crise política motivada por denúncias de corrupção contra integrantes da atual administração, Barbosa Neto e Coutinho Mendes foram eleitos para encabeçar o diretório local do Partido Democrático Trabalhista, em Londrina. O prazo para a defesa de Barbosa Neto na Comissão Processante da Centronic terminaria hoje, mas foi adiada para o dia 28 de maio. De acordo com o presidente da Comissão Processante, o vereador Roberto Kanashiro (PSDB), o adiamento não tem nada a ver com a moção de apoio que o PDT nacional prepara para Barbosa Neto, com a presença de lideranças nacionais. O vereador Kanashiro diz que todas as manifestações são democráticas, mas não influenciarão nos trabalhos da comissão, que analisará a documentação com rigor.

Se o prefeito mandar a defesa até o dia 21, ela será analisada pelos vereadores da Processante que farão reunião na segunda-feira. Em nota, Coutinho Mendes informou que o empréstimo foi de “natureza particular, não envolvendo de qualquer forma a empresa”. Segundo a nota, os controles financeiros da Sercomtel são rígidos e obedecem a procedimentos transparentes e legais. Quem assume a presidência da Sercomtel interinamente é a atual vice-presidente Eloiza Pinheiro.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*