Sem embate, candidatos falam de mobilidade no início do debate

O tema do primeiro bloco do debate entre os candidatos à Prefeitura de Curitiba foi a mobilidade urbana. O candidato Ratinho Júnior (PSC) criticou o sistema de transporte coletivo de Curitiba. Rafael Greca falou do metrô elevado interligando a Região Metropolitana à capital e alfinetou o prefeito Luciano Ducci ao falar sobre os radares.

Questionou o modelo de monitoramento do trânsito de Curitiba e relembrou o acidente envolvendo o ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho, insinuando falhas nos registros, já que as imagens da batida que matou dois jovens não foram encontradas.

Carlos Moraes (PRTB), que conseguiu liminar para participar do debate, propôs fazer 140 quilômetros de ciclovias e propôs a adoção do aerotrem. Gustavo Fruet (PDT) também defendeu mais investimentos em alternativas ao transporte na capital e propôs a implantação de 150 quilômetros de ciclofaixas em Curitiba.

O prefeito e candidato à reeleição, Luciano Ducci (PSB) saiu em defesa do projeto já aprovado do metrô de Curitiba, afirmando que é o melhor do país, e disse que espera ser o prefeito a executar a obra. Bruno Meirinho (PSOL), que já disputou a Prefeitura de Curitiba em 2008, apresentou o mesmo discurso da eleição passada. Propôs o passe livre para estudantes, mais investimentos no transporte coletivo, e repetiu o slogan anterior da “Curitiba sem catracas”.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*