Sete pessoas são presas em operação da Polícia Civil contra o tráfico de drogas sintéticas

Foto: Divulgação / Polícia Civil PR

Sete pessoas foram presas em uma operação da Polícia Civil contra o tráfico de drogas sintéticas, desencadeada nesta quinta-feira (08) em Curitiba e em Itajaí (SC). A quadrilha, que atua nos dois estados, é alvo de 20 mandados judiciais. Além dos sete de prisão, cumpridos ainda pela manhã, foram feitos dez de busca e apreensão e três de condução coercitiva – quando a pessoa é encaminhada para prestar depoimento. De acordo com as investigações, os suspeitos atuavam principalmente em festas de música eletrônica. O delegado operacional da Denarc, Rodrigo Souza, disse que a quadrilha era uma das maiores da cidade no tráfico de drogas sintéticas.

Agora a equipe da Denarc vai ter mais trinta dias para comprovar de onde vinham os entorpecentes. O delegado não descartou tráfico internacional de drogas, com os entorpecentes chegando pelo porto de Itajaí.

A investigação da Divisão Estadual de Narcóticos começou após a prisão de um suspeito, em janeiro de 2017, com 7 mil pontos de LSD, pouco mais de 5 mil compridos de ecstasy e mais de um quilo de maconha. Cada ponto de LSD tem valor de venda estimado em R$ 50 nas casas noturnas ou festas de música eletrônica. Ou seja, só com este homem, o entorpecente apreendido estava avaliado em R$ 350 mil.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*