Sistema de funcionamento do Tecno Parque pode ser alterado

A maneira que funciona o Tecno Parque de Curitiba pode mudar. Atualmente ele está concentrado em quatro grandes áreas da cidade, mas uma alteração prevê que as empresas de tecnologia que estão dentro do programa possam ser instaladas em qualquer ponto da capital. Essa é a proposta de um projeto de lei que entra em votação amanhã (quarta) na Câmara.  Segundo o coordenador de arranjo produtivo de software, Leonardo Matt, não há mais espaços para essas empresas dentro dos pontos estabelecidos. O Tecno Parque trabalha com inovação e produção de softwares. As empresas instaladas no Tecno Parque possuem incentivos fiscais. Entre as vantagens elas passam a pagar uma alíquota de dois por cento de Imposto sobre Serviços, o ISS.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*