Ex-presidente da Transpetro afirma que permanecia no cargo porque distribuía propina a políticos do MDB

O ex-presidente da Transpetro – subsidiária da Petrobras, Sérgio Machado, afirmou em depoimento ao juiz Sérgio Moro que para permanecer no cargo era necessário distribuir propina para agentes políticos. Segundo ele, a prática era comum e determinava inclusive a contratação de empresas terceirizadas. Aquelas que deixassem de pagar vantagens indevidas também eram prejudicadas em licitações. […]