Utensílios e roupas que não são mais usados podem ser revendidos

Consertar ao invés de trocar, revender no lugar de jogar fora. Algumas iniciativas curitibanas buscam incentivar cada vez mais adeptos a estas ações. Empresas que auxiliam nas vendas de itens domésticos usados ou de roupas, são exemplos. O empresário Rafael Gomes Savae é sócio do brechó Libélula, uma loja de roupas usadas diferente: as peças […]