Termina greve dos porteiros

Depois de três semanas, os porteiros, serventes e zeladores de Curitiba decidiram suspender a greve hoje à tarde. Agora, eles vão entrar na justiça para pedir o reajuste de 15%, já que os patrões anunciaram que não vão mais negociar com os trabalhadores. No total são 12 mil porteiros em Curitiba. Esta foi a primeira greve da categoria no Brasil. Segundo o presidente do sindicato que representa a categoria, Hélio Rodrigues da Silva, os trabalhadores estão otimista e acreditam que a justiça vai decidir pelo aumento.  Já a presidente do sindicato patronal, Liliana Ribas, afirma que o Secovi garantiu que o reajuste de 15% seria atendido, mas os porteiros não aceitaram. Hoje de manhã os porteiros fizeram uma manifestação em frente a uma imobiliária, no Centro da cidade. Ontem, os grevistas protestaram em frente a um dos mais importantes edifícios da região central de Curitiba e impediram a entrada de moradores e trabalhadores no prédio.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*