Termo é assinado para aumentar valor de potencial construtivo da Baixada

Prefeitura, governo do Estado e Atlético Paranaense assinaram ontem (30) um termo aditivo para a realização da Copa do Mundo de 2014 na Arena. A nova versão, que será apresentada hoje (31) ao Tribunal de Contas, aumenta o valor do potencial construtivo da Prefeitura de Curitiba em até 33 milhões de reais. No entanto, a lei municipal 13.620 de 2010 limita a 90 milhões de reais o valor do potencial construtivo. A dúvida é se o projeto voltará a ser debatido na Câmara Municipal ou se o termo aditivo já pode ser feito na própria lei aprovada no ano passado. Com a alteração, o Atlético Paranaense dará os valores do potencial construtivo num valor total 123 milhões de reais para o governo do Estado como pagamento do empréstimo que o próprio governo faz com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social). O conselheiro Fernando Guimarães, presidente do Tribunal de Contas do Paraná, vai analisar as alterações feitas e poderá continuar com a determinação de suspensão dos valores, se as mudanças solicitadas pelo TC não tiverem sido feitas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*