Trabalhadores técnico administrativos das universidades estaduais estão em estado de greve

Isto porque, os servidores pretendem chamar a atenção do governo do Estado para a reivindicação da categoria de remodelação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) dos funcionários públicos. De acordo com o diretor financeiro do Sindicato dos Servidores Públicos Técnico Administrativos da UEL, Arnaldo Melo, o plano está sendo discutido desde 2010 – mas ainda não chegou a um denominador comum. O indicativo de greve está marcado para o dia 16.

Hoje, os trabalhadores técnico administrativos da Universidade Estadual de Maringá (UEM) pararam as atividades num dia de protesto. O mesmo ocorre com os funcionários da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Os trabalhadores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) aderiram ao movimento, mas não devem realizar protestos hoje. A Secretaria de Estado de Pesquisa, Ciência e Tecnologia deve apresentar a remodelação do PCCS no dia 15, em reunião marcada com a categoria.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*