Turma da Mônica vai ensinar aos estudantes de escolas públicas conceitos do sistema judiciário brasileiro

(Foto: divulgação/Turma da Mônica)

A história do pequeno Luca, amigo de Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão, é o plano de fundo para desvendar para os pequenos leitores o funcionamento do sistema judiciário brasileiro. O assunto muitas vezes é um bicho de sete cabeças e gera inúmeras dúvidas entre os adultos.

Para o universo infantil então é um planeta totalmente distante. Buscando aproximar questões relacionadas ao mundo jurídico dos pequenos cidadãos é que o Supremo Tribunal Federal e o cartunista Maurício de Souza se uniram e criaram um gibi que será distribuído para estudantes da rede pública de ensino ainda no segundo semestre deste ano. Os quadrinhos serão entregues nas escolas de todo o País, inclusive no Paraná.

O direito a igualdade, a acessibilidade e a inclusão são temas abordados na edição. A coordenadora de Análise de Jurisprudência da Secretaria de Documentação do STF, Sandra Castro, explica que a linguagem utilizada é totalmente lúdica e torna a Justiça muito mais acessível e próxima do cotidiano.

O projeto foi desenvolvido por um ano. O STF já possui iniciativas semelhantes, com a produção de cartilhas explicativas de termos jurídicos. No entanto, para abordar o assunto com o público infantil foi necessário ir além.

O gibi “A Turma da Mônica e o Supremo Tribunal Federal” teve uma tiragem de 400 mil exemplares. Ele deve ser entregue ainda no segundo semestre de 2018 aos alunos da rede pública. A secretaria de educação de cada Estado poderá escolher para quais turmas os quadrinhos serão destinados. A recomendação é que o material seja destinado aos alunos dos quintos e sextos anos do ensino fundamental.

O gibi também está disponível no site: turmadamonica.uol.com.br/supremo-tribunal-federal.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*