Unidades de saúde do Paraná têm horário especial de atendimento neste sábado (13)

Foto: Secretaria da Saúde do Paraná

Foto: Secretaria da Saúde do Paraná

Todas as unidades de saúde do Paraná vão ter horário especial no próximo sábado (13). O atendimento vai ser ampliado, ou seja, vai funcionar durante todo o dia, por causa do Dia D da vacinação contra a gripe – que acontece em todo o país. De acordo com o Ministério da Saúde, a ação nacional tem como objetivo atingir uma parcela maior da população, já que faltam apenas 15 dias para o término da campanha de imunização contra a doença.

De todos os estados do Brasil, o Paraná foi o que registrou maior número de pessoas imunizadas. Desde o dia 17 de abril – quando iniciou a campanha – até o último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, 53% da população-alvo paranaense foi vacinada. Quase um milhão e quinhentas pessoas que fazem parte do público-alvo já foram imunizadas.

O grupo prioritário do estado chega a mais de dois milhões e duzentas pessoas e é composto por idosos, crianças de seis meses a quatro anos de idade, gestantes, indígenas, portadores de alguma doença crônica, profissionais de saúde e professores da rede pública e privada.

Em todo o país, cerca de 13 milhões de pessoas foram vacinadas. No entanto, o grupo prioritário é composto por mais de 54 milhões de pessoas – o que significa que apenas 27,5% do público-alvo brasileiro recebeu a vacina contra a gripe.

De acordo com o coordenador estadual de Imunização, João Luís Crivellaro, a vacina leva 15 dias para fazer efeito. Por causa do período de sazonalidade, que já começou, a procura pela imunização deve ser rápida.

A gripe pode ocorrer ao longo do ano, no entanto, a doença é mais frequente nos períodos sazonais – inverno e temperaturas baixas, como explica o otorrinolaringologista Diego Malucelli.

De acordo com o diagnóstico da gripe, a doença é considerada aguda, além de prejudicar as vias respiratórias. De acordo com Diego Malucelli, o organismo é infectado pelo vírus influenza.

Os públicos com melhores coberturas vacinais registradas no Paraná são mulheres com até 45 dias após o parto, com 66% e idosos, com 62%. Até agora, apenas 35% das crianças paranaenses foram imunizadas. Para receber a dose da vacina, é preciso levar um documento com foto e a carteira de vacinação (no caso de crianças). A Secretaria de Saúde orienta que pessoas com histórico de alergia a ovo não podem receber a imunização.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*