Usina solar deve zerar conta de luz do TRE

Foto: divulgação / Prefeitura de Paranavaí

Uma usina solar própria, que está sendo construída por 10 milhões de reais em Paranavaí, no Noroeste do Estado, deve zerar a conta de luz do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. O anúncio foi feito pelo desembargador Adalberto Xisto Pereira, que deixou a presidência do órgão na semana passada.

Segundo Xisto, hoje são gastos 4 milhões de reais por ano na conta de luz da Justiça Eleitoral, o que significa que em no máximo em três anos os custos da usina serão abatidos. A produção será repassada para a Copel e com isso a intenção é zerar nossa conta.

O modelo já foi apresentado ao ministro Gilmar Mendes, que sugeriu a solução para outros TREs. O Tribunal de Justiça também estuda solução semelhante. A prefeitura da cidade doou o terreno e diz que a usina será a maior solar do Sul do país.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*