Vendas registram queda de 8% desde o mês passado no Paraná

economiaA crise econômica nacional já tem reflexos no desempenho do comércio paranaense. Em fevereiro, as vendas no estado caíram 8% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados da Associação Comercial do Paraná (ACP). Os números se somam à queda de rendimento registrada também em janeiro, quando o comércio amargou uma diminuição de 6% nas vendas com relação ao início de 2014. A lojista do ramo de cosméticos, Renata Vilaruel, tem sentido na pele a intensidade da crise desde o ano passado.

Além de frear o ritmo de contratações, principalmente entre os trabalhadores temporários contratados durante as festas de fim de ano, a crise também é responsável por algumas demissões. Renata teve que reduzir a equipe para tentar colocar ordem às finanças da loja.

O presidente da Associação Comercial do Paraná, Antônio Espolador Neto, reforça que essa postura de cautela deve ser quase unânime entre os empresários do estado durante todo o ano. Para ele, se a economia não se recuperar até o fim do primeiro trimestre, o comércio vai ter que se preparar para evitar novas demissões.

Se os investimentos sem o cálculo de riscos devem ser banidos dos planos, os comerciantes já preveem um 2015 de muita responsabilidade financeira.

A preocupação do consumidor é causada pelas estatísticas. De acordo com informações do IBGE, o mês de janeiro fechou com inflação de 1,24% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. O número é o maior desde fevereiro de 2003, quando a inflação foi de 1,57%.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*