Vereador de Londrina é condenado a 2 anos de prisão

O juiz da Terceira Vara Criminal de Londrina, Katsujo Nakadomari, condenou o vereador Joel Garcia (PP) a dois anos e oito meses de prisão por concussão – extorsão praticada por servidor público. A sentença permite que ele recorra em liberdade. Somente depois de julgado, ele poderá pagar a pena, que deverá ser convertida em prestação de serviços à comunidade por seis meses. O crime teria ocorrido em 2009, quando Joel Garcia teria exigido do então secretário de Gestão Pública, Marco Cito, que a empresa de sua família, a Stanley Garcia, revendedora de verduras e legumes, vencesse uma licitação para fornecer produtos alimentícios para a merenda escolar. Caso a empresa não fosse contemplada, passaria a fazer oposição sistemática ao prefeito Barbosa Neto (PDT), de quem havia sido líder na Câmara. O vereador disse que vai recorrer ao Tribunal de Justiça do Paraná contra a condenação e negou a acusação. Joel Garcia, que responde a mais de dez processos na Justiça londrinense, chegou a ser preso em 2010, acusado de coagir testemunhas na investigação sobre suposta funcionária fantasma no gabinete dele.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*