Vereador protocola ação popular para suspender terceirização de locais públicos

Uma ação popular que pede a suspensão do edital de terceirização da Pedreira Paulo Leminski, da Ópera de Arame e do Parque Náutico foi protocolado ontem pelo vereador, líder da oposição Jonny Stica (PT).  Segundo a ação, a publicidade dada pela Prefeitura ao processo não foi suficiente. Sem a divulgação necessária a licitação teria poucos concorrentes. Por isso o vereador considera que o edital precisa ser revisto.

A ação é focada somente na divulgação do edital. Mas outro questionamento apontado é que o edital prevê que o ganhador da licitação possa mudar o nome dos locais. A licitação termina no dia 4 de junho. Segundo o vereador a ação popular que pede a suspensão do edital deve ser julgada antes dessa data.

No dia 17 de abril a prefeitura de Curitiba abriu licitação para empresas interessadas na gestão dos três espaços pelo período de 25 anos.  A justificativa é que a Pedreira Paulo Leminski, a Ópera de Arame e o Parque Náutico necessitam de investimentos. O valor do edital chega a quinze milhões de reais.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*