Vereadores decidem pela cassação do prefeito de Arapoti

Com a cassação, quem assume no lugar de Braz Rizzi é a Vice-Prefeita de Arapoti, Nerilda Penna (PP)(Foto: Divulgação Câmara Municipal de Arapoti)

O prefeito de Arapoti, na região dos Campos Gerais do estado, teve o mandato caçado, após decisão dos vereadores da cidade. Em uma sessão plenária que durou mais de oito horas, foi julgada a denúncia de um eleitor contra Braz Rizzi, do DEM. Ao todo, seis vereadores votaram pela cassação e três foram contrários.

O prefeito era acusado de ceder máquinas agrícolas da prefeitura para uma associação de produtores durante o período eleitoral.  O uso de bens da prefeitura por terceiros só pode ser feito com autorização da Câmara de Vereadores.

A Lei Orgânica de Arapoti também impede a utilização dos bens sem custo e autorização do Legislativo. No final do mês passado, a Justiça havia bloqueado os bens de Rizzi, suspeito de improbidade administrativa.

De acordo com o Ministério Público, ele e o coordenador de campanha eleitoral utilizavam um terreno do município para plantar trigo e soja, também para o benefício de terceiros. Quem vai assumir o cargo é a vice-prefeita da cidade, Nerilda Penna (PP). A posse está marcada para segunda-feira (18).

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*