Vereadores vão ter que devolver dinheiro aos cofres públicos

Alguns vereadores de Curitiba vão ter que devolver cerca de R$ 80 mil reais cada um aos cofres públicos. Isso devido a um aumento salarial considerado irregular que foi aprovado no ano de 2003. Os parlamentares foram notificados hoje pelo Ministério Público, que propôs um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para devolução dos valores. Desde fevereiro daquele ano até o final da legislatura, em dezembro de 2004, os vereadores passaram a receber R$ 2.415 a mais por mês. Ou seja, o salário passou de R$ 4.500 para R$ 6.915,00. O vice-presidente da casa, vereador Sabíno Pícolo, que era vereador em 2003 e recebeu a notificação do MP hoje, conta que, na época, quem sugeriu o aumento foi o departamento jurídico da casa. O Ministério Público não soube informar quantos vereadores foram notificados hoje. Vinte vereadores que hoje trabalham na casa também fizeram parte da legislatura de 2002 a 2004. O MP informou que, caso os parlamentares se recusem a firmar o Termo de Ajustamento de Conduta, eles podem responder a uma ação judicial. A assessoria de imprensa da Câmara disse que a casa não foi notificada e, portanto, não pode dar um parecer sobre o assunto.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*