Vice-prefeito é impedido de prestar serviços em Sulina

A Justiça proibiu o vice-prefeito do município de Sulina, no sudoeste do Paraná, de prestar serviços à Prefeitura Municipal por meio de uma empresa terceirizada. Além do cargo no Executivo, Luiz Fernando Vedana é médico e o acúmulo de carga horária em quatro dos nove empregos que ele possui é de 110 horas semanais. Como é concursado da prefeitura, ele tem que se dedicar 20 horas semanais no trabalho. Outras 20 horas são provenientes da empresa que foi contratada de forma suspeita, segundo o Ministério Público, através de pregão. As investigações duraram seis meses e partiram de denúncias sobre a empresa, já que a situação contraria a lei orgânica do município. Vedana também cumpria 20 horas como médico em Saudade do Iguaçu, município vizinho, além de atender em clínica particular e possuir participação em sociedades – o que totaliza os nove empregos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*