Vice-presidente nacional do PT afirma que Lula tem pacto com a verdade

Foto: Divulgação

Uma coletiva comandada pelo vice-presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Alexandre Padilha, foi realizada na manhã desta quarta-feira (13). O foco da reunião foi a vinda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Curitiba para prestar depoimento na Justiça Federal, em processo da Operação Lava Jato. Padilha é ex-ministro das Relações Institucionais do governo Lula e foi ministro da saúde no Governo Dilma. O vice-presidente do PT afirmou que Lula está muito calmo e tranquilo, em relação aos processos relacionados à Operação Lava Jato. Ele ainda destacou que o ex-presidente tem “pacto com a verdade”. De acordo com Padilha, o Judiciário não vai conseguir evitar à candidatura de Lula nas eleições a presidência de 2018.

Padilha ainda comentou sobre o depoimento do ex-ministro Antônio Palocci e destacou que Lula irá provar que não há evidências sobre o envolvimento dele em qualquer esquema de corrupção.

Durante a coletiva, o petroleiro e membro da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Roni Anderson Barbosa, se exaltou e disse que depois da Operação Lava Jato, o desemprego no país aumentou. Segundo o petroleiro, a cada um preso na Operação, vinte e dois mil trabalhadores ficam sem emprego.

O ato principal acontece a partir das seis horas da tarde, na Praça Generoso Marques, próximo a Catedral de Curitiba, no centro da cidade. A segunda jornada pela democracia deve contar com a presença do ex-presidente Lula e algumas lideranças, como: os senadores pelo Paraná Roberto Requião e Gleisi Hoffmann (atual Presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores); o ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão; o sociólogo e cientista político, Emir Sader, dentre outros. Nesta quarta-feira (13), movimentos Sociais realizaram debates em relação ao Plano Popular de Emergência e a Lava Jato e o Lançamento do livro: “Comentários a uma sentença anunciada: o processo de Lula”, como detalha o ex-ministro Alexandre Padilha.

O vice- presidente nacional do PT ainda anunciou a Plataforma Digital que vai ser lançada ainda este mês: Brasil que o povo quer.

 

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*