Voluntários retiram 6 toneladas de resíduos da baía de Guaratuba

(Foto: divulgação/InPAR)

Seis toneladas de resíduos foram retiradas da Baía de Guaratuba na 11ª edição de um mutirão de limpeza do local. 400 voluntários participaram das ações no último sábado (9), ao longo de 7 horas de trabalho. Quarenta e cinco embarcações foram usadas para o trabalho de recolhimento do material. A quantidade de resíduos recolhidos nesta edição supera a do ano passado, quando 5 toneladas foram retiradas da água.

Mas segundo o presidente do Instituto Guaju, uma das entidades organizadoras da ação, Fabiano Cecílio da Silva, diz que o aumento se deu por causa da ampliação da área de cobertura, que neste ano abrangeu 55% da baía.

Entre os voluntários, havia grupos de estudantes, servidores públicos, mergulhadores, pescadores profissionais e amadores, além de uma cooperativa de funcionários de uma agência bancária. Fabiano destaca que mais do que retirar o material da baía, a ação traz também uma reflexão para quem participa da atividade.

Além de objetos de plástico, embalagens e restos de equipamentos de pesca, entre os itens retirados do mar estavam também um fogão e uma geladeira. O material recolhido foi encaminhado para a Associação de Coletores de Guaratuba, que faz a separação dos itens e verifica o que pode ser comercializado. O Instituto Paranaense de Apoio à Reciclagem é um dos apoiadores da iniciativa. O presidente do Inpar, Rommel Barion, destaca que a iniciativa busca a conscientização sobre como a sociedade tem lidado com o lixo atualmente.

O mutirão é realizado todos os anos, perto do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. O objetivo é ampliar as ações de limpeza das baías paranaenses, incluindo a região da Ilha do Mel.

A ação é promovida pelo Instituto Guaju, em parceria com o Instituto Paranaense de Apoio à Reciclagem (Inpar), Cooperativa Sicoob PR, Instituto Sicoob, Faculdade Isepe, Prefeitura de Guaratuba, além de outras entidades e empresas.

(Foto: divulgação/InPAR)

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*