100 mandados de prisão são cumpridos no Paraná em operação de combate à violência contra a mulher

Foto: Felipe Harmata/BandNews FM

51 pessoas foram presas no Paraná, nessa sexta-feira, em uma operação de combate à violência de gênero, principalmente contra a mulher. A Operação Cronos, comandada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil com o apoio do Ministério da Segurança, cumpre mandados de prisão contra suspeitos de serem autores de feminicídio e homicídio em todo o Brasil.

No Paraná, no total, são 100 mandados judiciais.  Segundo o delegado coordenador da Operação Cronos no Estado, Hamilton da Paz, a operação focou em pessoas que já tinham mandado de prisão e que eram procuradas pela Justiça.

De acordo com um balanço parcial, em todo o Brasil, 1027 pessoas foram presas e 75 adolescentes foram apreendidos. Dentre os presos, 14 foram pela prática de feminicídio, 225 por homicídio, 143 por crimes relacionados a Lei Maria da Penha e 421 por crimes diversos. São 4.983 agentes de segurança envolvidos na operação. Segundo a delegada da Coordenadoria das Delegacias da Mulher no Paraná, Marcia Vieira, a operação focou no feminicídio, mas também abordou outros tipos de agressão que as mulheres sofrem.

A Operação Cronos foi organizada depois de uma reunião, em julho, entre chefes de Polícia Civil de todo o país e o Ministério da Segurança Pública. O trabalho é um dos resultados da criação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP). A Delegacia da Mulher reforça que a orientação é que qualquer tipo de violência seja denunciado.

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, a operação é uma forma de reafirmar a importância da Lei Maria da Penha.

A escolha do nome Cronos é uma referência à supressão do tempo de vida das vítimas de homicídio.

Reportagem: Felipe Harmata

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*