Donos de revendas são presos por adulterar quilometragem de carros em Curitiba

(Foto: divulgação/Polícia Civil)

Três proprietários de lojas revendedoras de veículos usados, suspeitos de adulterar a quilometragem de carros vendidos em Curitiba, foram presos nessa segunda-feira pela Polícia Civil. Nove carros foram apreendidos. Em quatro deles a polícia constatou a adulteração nos hodômetros. Três revendas de veículos investigadas ficam em Santa Felicidade e uma em um shopping de veículos no Tarumã.

De acordo com a delegada Aline Manzatto, da Delegacia do Consumidor, alguns veículos tiveram adulteração de até 50 mil quilômetros.

A polícia começou a ouvir hoje (04) os suspeitos e testemunhas. Novas vítimas ainda podem ser identificadas. Segundo a delegada, os donos que deixaram carros consignados nas lojas também podem ser responsabilizados.

A delegada conta que os aparelhos que realizam a adulteração são vendidos livremente em sites de vendas. A polícia ainda investiga desde quando e quantos veículos chegaram a ser adulterados nas lojas.

Segundo a delegada, a investigação apura informações que devem levar á caracterização de associação criminosa, já que os lojistas e revendedores tinham ligações entre si.

Os três proprietários de lojas presos vão responder por crime contra as relações de consumo. A condenação, neste caso, vai de dois a cinco anos de prisão.

Reportagem: Narley Resende

Comments

  1. So quero saber doq vale uma reportagem onde nao se diz o nome para a população…pra mim ao invés de trazer benefios trás decepção.

  2. Como ficam as montadoras que fabricam esses carros?
    Não é um defeito de fabricação um sistema que pode ser adulerado e trazer consequências, as vezes trágicas, por se confiar em um componente do veículo que serve como parâmetro para sua manutenção?
    Onde cabe essa responsabilidade do fabricante?