51 toneladas de drogas foram apreendidas pela PRF em 2018

(Foto: divulgação/PRF)

As apreensões de cocaína feitas pela PRF no Paraná foram quatro vezes maiores em 2018, em comparação com o ano anterior. Nos últimos doze meses, mais de 4,5 toneladas da droga foram interceptadas pelos agentes de segurança. Levando em conta todo tipo de entorpecentes, as apreensões no estado superam a marca de 51 toneladas. A maconha foi a droga mais encontrada pela Polícia Rodoviária Federal no Paraná – pouco mais de 45 toneladas.

Em relação ao crack, foram 629 quilos apreendidos no ano passado, uma redução de 13,8% em relação ao mês anterior. As carteiras de cigarro contrabandeadas apreendidas totalizam mais de 18 milhões de unidades. O chefe de comunicação da PRF no Paraná, Fernando Oliveira, explica que a localização geográfica do Paraná faz com que o estado lidere as estatísticas ao lado de Mato Grosso do Sul:

O Paraguai é, também, o maior fornecedor ilegal de armas e munições. Geralmente são transportadas em fundos falsos e compartimentos ocultos, o que dificulta as apreensões. De 2010 a 2018, mais de 1.300 armas de fogo e cerca 135 mil munições foram apreendidas no Paraná:

O policial rodoviário Fernando Oliveira também destaca a importância de combater esses crimes como uma forma de reduzir a criminalidade como um todo:

Oliveira também explica como interpretar os números divulgados pela Polícia Rodoviária Federal. Como as abordagens são feitas por amostragem, ou por meio de suspeitas e denúncias, o total de drogas, armas e produtos contrabandeados que circulam no Paraná é bem maior do que os valores divulgados:

Em 2018, quase três mil pessoas (2.896) foram presas pela PRF nas rodovias do estado. De janeiro a dezembro, 624 automóveis com alertas de roubo ou furto foram recuperados. A Polícia Rodoviária Federal ainda estimula a população a fazer denúncias. As informações podem ser repassadas pelo telefone 191.

Reportagem: Angelo Sfair

(Foto: divulgação/PRF)