ParanáGeral

Assembleia Legislativa aprova projeto que permite venda da Copel

A bancada de oposição criticou a falta de debate e transparência do governo estadual

 Assembleia Legislativa aprova projeto que permite venda da Copel

Foto: João Valdery Gomes/Copel

Em sessões extraordinárias, a Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta-feira (24), em segundo e terceiro turnos, o projeto de lei que autoriza a venda de ações da Copel. O texto enviado ao Poder Legislativo pelo Governo do Estado prevê a transformação da empresa pública em “companhia de capital disperso e sem acionista controlador”. Os deputados também rejeitaram as cinco emendas de plenário, entre elas a que obrigava o governo a manter, pelo menos, 51% das ações.

Veja mais:

O deputado Tadeu Veneri (PT) usou a tribuna para criticar a falta de debate do projeto com a sociedade. Segundo ele, não há motivos para vender uma empresa pública que oferece energia barata e sustenta programas sociais:

O líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Arilson Chiorato (PT), afirmou que a derrota no plenário não significa o fim da discussão. O parlamentar explica que outras medidas foram tomadas para evitar a venda da Copel:

Procurado pela reportagem, o governador Ratinho Junior (PSD) não quis se manifestar sobre o projeto enviado por ele ao Legislativo. O Palácio Iguaçu destacou como porta-voz o deputado Guto Silva (PSD), que rebateu as críticas sobre a ausência de debate. O parlamentar tratou a votação acelerada com naturalidade:

Em entrevista à BandNews FM, Guto Silva defende a mudança de gestão como uma maneira de manter o valor da companhia em um mercado cada vez mais competitivo. O futuro Secretário de Planejamento explicou que, sem a venda de ações, a Copel poderia perder três usinas que correspondem a 60% da capacidade de produção de energia:

Aprovado em segundo e terceiro turnos, e também em redação final, o projeto que trata da venda de ações da Copel agora segue para a sanção do governador Ratinho Junior. No decorrer das três sessões extraordinárias, os deputados também aprovaram aumentos do ICMS, o Programa de Recuperação de Ativos e Créditos, e a Reforma Administrativa que permite a criação de novas secretarias estaduais.

Reportagem: Angelo Sfair

jully.mendes

Mais interdições: BR 116 registra nova queda de barreira

Mais interdições: BR 116 registra nova queda de barreira

O deslizamento foi por volta das 20h40 desta segunda-feira (28), no quilômetro 51

‘Muita terra e pedra’, diz prefeito que estava em deslizamento  

‘Muita terra e pedra’, diz prefeito que estava em deslizamento  

A rodovia está completamente interditada. Por enquanto, não há informações de vítimas

PRF faz ponto de retorno para remover veículos na BR-376

PRF faz ponto de retorno para remover veículos na BR-376

Houve queda de barreira no quilômetro 669,5, em Guaratuba

BR-376 é totalmente interditada após queda de barreira

BR-376 é totalmente interditada após queda de barreira

Tráfego foi interrompido no quilômetro 669, em Guaratuba, nos dois sentidos