Balé do Boqueirão arrecada recursos para participar de Festival na Argentina

(Foto: divulgação/ Prefeitura de Curitiba)

Alunos do balé do Boqueirão vão participar do Festival de Dança do Mercosul, na Argentina. Na viagem, marcada para setembro, 14 meninas e 1 menino, que integram o grupo, vão apresentar 20 coreografias nas modalidades clássico e neoclássico.

O festival classifica os melhores bailarinos. Mas para a professora de balé Rosa Gomes, a experiência é o que mais conta.

Esta não é a primeira vez que o corpo de baile participa deste evento internacional. E os resultados sempre foram positivos. Em 2012, das 15 apresentações, o grupo obteve 14 premiações. Em 2013, foram 14 performances mostradas e 12 premiadas. No ano passado, metade das 12 apresentações, renderam prêmios. A novidade é o número de integrantes em viagem. A professora nunca tinha levado um grupo tão grande para a competição.

Aos 16 anos, Marceli Pontes vai para a competição de 2018 com memórias e experiência de anos anteriores. Ela participa do balé no Boqueirão há 7 anos e já foi premiada no festival em algumas categorias.

Os alunos estão focados em uma longa rotina de ensaios, quatro vezes por semana. Os treinos chegam a ter duração de até quatro horas. E Marceli conta que todo mundo se ajuda: a experiência dos mais velhos e a inovação dos mais novos se somam.

O curso de balé do Boqueirão faz parte da Fundação Cultural de Curitiba (FCC). O grupo existe há 16 anos e tem em média 50 alunos por mês. As aulas são realizadas aos sábados na Rua da Cidadania do Boqueirão, em cinco horários: às 9h, 10h, 11h, 12h e 13h. O custo da mensalidade é de R$ 55. A idade mínima para participar é de 5 anos.

(Foto: divulgação/ Prefeitura de Curitiba)

 Reportagem: Ana Flávia Silva

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*