ParanáCidades

Barreado é reconhecido com Indicação Geográfica pelo INPI

Certificação confirma a identidade própria do prato paranaense

 Barreado é reconhecido com Indicação Geográfica pelo INPI

Foto: José Fernando Ogura/ANPr

Prato típico da culinária paranaense, o Barreado recebeu nesta terça-feira (6) a Indicação Geográfica (IG) brasileira, um reconhecimento que confirma a identidade própria da comida. A certificação foi entregue pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), com auxílio do Sebrae-PR.

Veja mais:

Com o Barreado, o Paraná conta agora com 12 produtos com o registro de IG. Entre eles estão: a Bala de Banana de Antonina, o Melado de Capanema, a Goiaba de Carlópolis, o Queijo de Witmarsum, as Uvas de Marialva, e o Café do Norte.

Para a empresária e presidente da Associação dos Restaurantes e Similares de Morretes e Região, Tania Madalozo, o reconhecimento trará mais visibilidade e prestígio não só para o prato, mas, também para o comércio local.

Embora o barreado seja produzido e degustado há mais de 200 anos em toda a região litorânea do Paraná, as comprovações apresentadas ao INPI demonstram que a notoriedade se relaciona diretamente aos municípios de Antonina, Morretes e Paranaguá que, devido à sua proximidade, cresceram de forma entrelaçada, gerando o compartilhamento de elementos culturais e tradições.

O barreado é um produto típico do litoral, feito à base de carne bovina cozida exaustivamente em uma panela hermeticamente fechada com goma de farinha de mandioca, de acordo com a tradição originária dos Açores, em Portugal. Passado um tempo mínimo de oito horas de cozimento após a fervura, a carne está macia e desmanchando, devendo ser servida, usualmente, com farinha de mandioca branca e banana da terra.

O reconhecimento do barreado é também um marco para o Brasil por ser a centésima Indicação Geográfica concedida pelo INPI e ocorre 20 anos após o primeiro registro, em 2002, para os vinhos do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul.

Das 100 IGs, 76 são Indicações de Procedência, onde a região é conhecida pelo produto ou serviço, e 24 são Denominações de Origem, quando o produto ou serviço possui características e qualidades decorrentes de fatores naturais e humanos.

A coordenadora estadual de agronegócios do Sebrae/PR, Mabel Guimarães, destaca que a nova conquista traz proteção para os moradores e empresários do litoral.

A entrega do reconhecimento será realizada, formalmente, durante o 5º Evento Internacional de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas, que será realizado em Curitiba entre os dias 8 e 10 de dezembro.

Reportagem: Leonardo Gomes.

felipe.costa

Professor do PR é afastado em investigação de importunação sexual

Professor do PR é afastado em investigação de importunação sexual

MP diz que crime contra menina de 14 anos teria sido cometido dentro da sala

BR-476: 10 quilômetros de fila após acidente com rodovia interditada

BR-476: 10 quilômetros de fila após acidente com rodovia interditada

Duas carretas se envolveram em uma colisão frontal. Os motoristas não resistiram

Em 2022, produtos paranaenses foram exportados para 212 países

Em 2022, produtos paranaenses foram exportados para 212 países

O ano passado atingiu a marca de 22 bilhões de dólares comercializados

BR-476: Motoristas morrem em batida de carretas. Rodovia é fechada

BR-476: Motoristas morrem em batida de carretas. Rodovia é fechada

Acidente foi registrado entre Araucária e Contenda, depois do posto da PRF