Boca Maldita e Justiça Federal foram pontos de comemoração de eleitores de Jair Bolsonaro

(Foto: Felipe Harmata/BandNews Curitiba)

O presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL, teve 68,43% dos votos no Paraná, contra 31,57% de Fernando Haddad, do PT. O estado teve 17,6% de abstenção e 6 % de votos nulos e brancos.  No primeiro turno, Bolsonaro teve 56,9% dos votos no Estado, contra 46% no restante do país. Em Curitiba, Jair Bolsonaro teve 76,54% dos votos e Fernando Haddad com 23,46%. Foram 17,28% de abstenções na capital paranaense e pouco mais de 7% de votos brancos e nulos.

Depois das cinco horas da tarde, manifestantes se concentraram em diversos pontos da capital paranaense, entre eles a sede da Justiça Federal, no bairro Ahú, na Boca Maldita e na praça Santos Andrade, no Centro. A vendedora Silvana de Fátima Guimarães estava no ato que aconteceu na Boca Maldita e disse acreditar que Bolsonaro como presidente irá fazer a diferença no país.

O sociólogo Henrique Amorin estava lá também e disse que os dias vão ser melhores daqui para a frente.

Em frente à sede da Justiça Federal, no bairro Ahú, um carro de som transmitia o resultado do segundo turno ao vivo. Durante toda à noite as pessoas foram até o local com bandeiras do Brasil e com camisetas em apoio a Jair Bolsonaro. A professora Hananda Souza Farias mora perto da sede da Polícia Federal e decidiu ir até o bairro Ahú, em frente a Justiça Federal, para comemorar o resultado da eleição. Ela disse que o resultado trouxe alívio para ela.  

A empresária Patrícia de Fátima da Silva foi com a família e amigos até a sede da Justiça Federal para acompanhar o resultado. Ela disse que a comemoração deveria ser ali por causa da atuação do juiz Sérgio Moro na Operação Lava Jato.

Uma das pistas da Anita Garibaldi ficou liberada até por volta das oito e meia da noite. Desde as cinco da tarde até esse horário houve fila de carros que passaram buzinando em frente à sede da Justiça Federal. Depois desse horário a Polícia Militar decidiu fechar completamente a rua. O motivo, segundo a PM, foi o risco de possíveis atropelamentos, já que os apoiadores de Bolsonaro estavam comemorando na praça e nas outras duas vias da pista.

Reportagem:  Lorena Pelanda/ Felipe Harmata

(Foto: Felipe Harmata/BandNews Curitiba)

Ri

(Foto: Ricardo Pereira/BandNews Curitiba)