Boletins de balneabilidade indicam que as praias paranaenses tem a qualidade da água melhor do que as de Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

Um comparativo de balneabilidade entre as praias do litoral paranaense com as dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mostra que o Paraná apresenta 99% de suas águas de praias e rios com qualidade boa, enquanto os estados vizinhos tem um percentual maior de pontos impróprios para banho.

No Rio Grande do Sul, dos 94 pontos monitorados, 24 deles são impróprios para banho nas praias gaúchas, de acordo com o boletim de balneabilidade mais recente divulgado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Só em Pelotas, são sete pontos sem condições de banho na Praia do Laranjal. 

Já no estado de Santa Catarina, dos 229 pontos, 75 são impróprios para banho. Quase toda orla de  Balneário Camboriú, assim como cinco pontos das praias de Bombinhas. Em Florianópolis, Lagoa da Conceição, Garopaba, Praia dos Ingleses, entre outros pontos, são considerados impróprios para banho de acordo com o relatório da Fundação do Meio Ambiente –FATMA do estado de Santa Catarina. 

No Paraná de acordo com o mais recente boletim de balneabilidade emitido pelo Instituto Ambiental do Paraná, a qualidade da água continua boa nas praias e no interior.  Dos 49 pontos monitorados no Litoral, apenas um está impróprio para banho – a Ponta da Pita, em Antonina. No Interior, são 17 pontos recomendados para banho.  Segundo a diretora de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição do IAP, Ivonete Coelho da Silva Chaves, os pontos impróprios geralmente enfrentam problemas relacionados ao lançamento clandestino de esgoto.

Ao todo, são monitorados semanalmente 49 pontos no Litoral do Paraná – 13 em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, seis na Ilha do Mel, três em Morretes e dois em Antonina.  Nas praias do Paraná, o veranista pode se orientar de acordo com as bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios, que indicam se os locais estão próprios ou impróprios para banho.

As bandeiras são alteradas pelos bombeiros toda sexta-feira, no período da manhã, se for necessário. A sinalização aponta a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha indica que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

Reportagem: Fábio kiil

Foto: Denis Ferreira Netto/IAP

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*