ParanáGeral

Buscas por vítimas do deslizamento de terra na BR-376 avançam

Volume de terra que ainda resta para ser removido é cerca de 5 mil m³

 Buscas por vítimas do deslizamento de terra na BR-376 avançam

Foto: Albari Rosa/AEN

Cerca de 7 mil metros cúbicos da terra já foram retirados por equipes que atuam nas buscas por vítimas. A área conta com uma extensão de aproximadamente 4,5 mil metros quadrados. O volume de terra que ainda resta para ser removido, de acordo com estimativas, é de cerca de 5 mil metros cúbicos.

Veja mais:

O corpo de bombeiros trabalhou hoje (01) ao longo de todo o dia em uma área considerada mais crítica, que é a parte em que a massa de terra deslocou e soterrou alguns veículos. Maquinários pesados de guincho e caminhões são usados para a retirada da terra e veículos.

Pessoas que estavam no local, no dia do deslizamento, ainda tentam entender o que aconteceu. O caminhoneiro Edi Carlos relata que foi tudo muito rápido.

Ele se emociona ao falar do caminhão destruído, mas agradece por estar vivo.

Até o momento duas mortes foram confirmadas. O segundo corpo foi retirado hoje de uma área de difícil acesso. A identidade dessa segunda vítima será divulgada somente após a família ser avisada. O corpo foi encaminhado para a Polícia Científica na tarde desta quinta-feira, onde já está sendo periciado.

Reportagem: Vanessa Fontanella

jully.mendes

BR-277: Tempo médio de viagem até Paranaguá fica em 1h14min

BR-277: Tempo médio de viagem até Paranaguá fica em 1h14min

Permanece o desvio operacional no quilômetro 42, em Morretes

BR-277: 7 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Curitiba

BR-277: 7 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Curitiba

Na Serra do Mar, permanece o desvio operacional, após o deslizamento de terra

Nota Paraná devolve R$ 23 milhões em créditos

Nota Paraná devolve R$ 23 milhões em créditos

Os contribuintes concorrem a prêmios de R$ 10 a R$ 1 milhão