Política

Câmara veta pedido de afastamento de vereadores

 Câmara veta pedido de afastamento de vereadores

O Departamento Jurídico da Câmara de Curitiba vetou o pedido de afastamento dos vereadores envolvidos nas irregularidades nos contratos de publicidade da casa. O protocolo foi feito pela bancada de oposição e pedia o afastamento do presidente da casa João Luiz Cordeiro, do corregedor, Roberto Hinça e do presidente do Conselho de Ética, Francisco Garcez. O departamento jurídico alegou que o pedido foi feito fora das normas da casa. Quem fez a leitura do veto foi o vereador Tico Kuzma.  A vereadora professora Josete (PT) foi uma das que assinou o protocolo de pedido de afastamento. Ela disse que a mesa executiva poderia ter tomado outra posição com relação ao pedido O líder do PSDB, Emerson Prado, defendeu a permanência dos vereadores envolvidos na casa. O nome de Emerson Prado também aparece nas denúncias de irregularidades que envolvem os contratos publicitários da casa. O vereador Paulo Salamuni (PV) diz que o pedido de afastamento não contemplava outros nomes porque os outros vereadores envolvidos não ocupam outros cargos dentro da casa.  Havia uma expectativa que o presidente da casa, João Luiz Cordeiro, iria se manifestar no final da sessão. Mas ele saiu sem falar com a imprensa e sem se pronunciar no plenário. O vereador Roberto Hinça não compareceu a sessão. Já o vereador Francisco Garcez anunciou que vai pedir afastamento do conselho de ética da casa. A reunião para formalizar o pedido seria hoje (2) à tarde, mas foi transferida para amanhã (3) às dez e meia da manhã.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Deputados votam criação de 493 cargos e aumento do ICMS

Deputados votam criação de 493 cargos e aumento do ICMS

Projetos fazem parte de pacote enviado pelo governador Ratinho Junior (PSD) à Casa

Vereadores votam reposição salarial para servidores na terça

Vereadores votam reposição salarial para servidores na terça

Reajuste de 7,17% pode ser estendido aos próprios vereadores