ParanáGeral

Caso Renata Mugiatti: júri popular é marcado para fevereiro

O médico Raphael Suss Marques responde por homicídio qualificado, lesão corporal e fraude processual

 Caso Renata Mugiatti: júri popular é marcado para fevereiro

Foto: Reprodução/Facebook

Está marcado para fevereiro de 2023 o júri popular do médico Raphael Suss Marques. Ele responde pela morte da fisiculturista Renata Mugiatti, em 2015. O ex-companheiro da vítima é acusado de asfixiar a atleta e jogar o corpo pela janela do 31º andar do apartamento onde viviam, no Centro de Curitiba. O julgamento deve ocorrer entre os dias 6 e 8 de fevereiro. O médico é réu por homicídio qualificado, lesão corporal e fraude processual.

Em nota, a família de Renata Mugiatti informou que recebe a notícia da marcação do júri popular “com alívio”. Os advogados que representam a vítima dizem que confiam na Justiça, no trabalho do Ministério Público e no discernimento dos jurados. A Justiça definiu que Raphael Suss Marques iria a júri popular em 2019. No entanto, desde então, a data do julgamento não havia sido marcada.

O intervalo entre a definição do júri e a marcação da data foi marcado por polêmicas. Entre elas, as violações do médico às medidas cautelares substitutivas à prisão. Raphael Suss Marques, que respondia ao processo em liberdade condicional desde 2017, voltou a ser preso em 2019 após faltar a uma audiência para comparecer a um torneio de pôquer.

Reportagem: Angelo Sfair.

felipe.costa

Paraná gera 75 mil empregos em cinco meses

Paraná gera 75 mil empregos em cinco meses

O Estado se consolida como líder da Região Sul do Brasil

Guias do Detran-PR podem ser pagar via pix

Guias do Detran-PR podem ser pagar via pix

Modalidade de pagamento estava em teste desde 13 de junho

Paraná anuncia investimento da Fiocruz em planta de vacinas

Paraná anuncia investimento da Fiocruz em planta de vacinas

A implantação da fábrica vai ocorrer no Parque Tecnológico da Saúde