Com sistema digital, Alep economiza impressão em folhas de papel

Foto: Sandro Nascimento/Alep

O novo sistema de registro de votações da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) deve gerar uma economia de R$ 91 mil por ano. Os terminais digitais eletrônicos, instalados nas mesas dos parlamentares, substituem a impressão de 23 mil folhas de papel por mês, com a Ordem do Dia – a pauta com os projetos e os correspondentes pareceres das comissões técnicas do Legislativo.

O diretor de Assistência ao Plenário, Juarez Villela Filho, destaca que o projeto instalado na Alep é inédito no país.

Na prática, o processo legislativo ganhou mais agilidade. Os terminais incluem todas as informações sobre os projetos de lei, os pareceres das comissões temáticas e as emendas parlamentares que tenham sido apresentadas. Os dados referentes às sessões plenárias também são incluídos, de forma digitalizada, mais rapidamente no Portal da Transparência da Alep.

O investimento para implantação do sistema passou de R$ 850 mil. Um edital de fevereiro de 2018, no site da Alep, mostra o custo de R$ 384.293,43 para compra de 57 minicomputadores, leitores biométricos e monitores touch. Outros R$ 500 mil reais foram usados para o desenvolvimento do sistema.

Ou seja: a economia gerada pagaria o investimento somente em 10 anos. Para a direção da assembleia, a questão ecológica e a praticidade gerada ao trabalho dos deputados sustentam a necessidade do projeto.

O sistema eletrônico começou a funcionar em agosto.

Reportagem: Ana Flavia Silva

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*