Curitiba

Com texto alterado antes da votação, vereadores aprovam novo IPTU

Proposta altera a base para o cálculo do IPTU e foi substituída depois das discussões

 Com texto alterado antes da votação, vereadores aprovam novo IPTU

Foto: Daniel Castellano/SMCS

O valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de Curitiba deve sofrer uma variação média de 12,4% em 2023. A proposta da Prefeitura de alterar a Planta Genérica de Valores (PGV), que é base para o cálculo do IPTU em Curitiba e da taxa de lixo, foi aprovada em primeiro turno pela Câmara de Vereadores hoje (segunda, 05) de manhã. Mas o projeto, confirmado por 23 votos a 13, foi entregue à casa legislativa minutos antes de a sessão começar.

Veja mais:

IPTU em Curitiba: o que muda

As principais mudanças do IPTU em Curitiba são a redução do limitador de aumento de 20% para 18% mais a inflação ou R$250, a ampliação da faixa de isenção para imóveis de até 232mil, o aumento do prazo dos limitadores até 2025 e a redução da alíquota máxima para 0,65%. Sergio Luiz Primo, diretor do Departamento de Rendas Imobiliárias indica que também haverá desconto para pagamento à vista.

A discussão sobre a Planta Genérica já acontece na casa legislativa desde que o projeto chegou, em regime de urgência, há 45 dias. Segundo o líder do governo na casa, vereador Pier Petruzziello (PP), o substitutivo foi resultado de propostas dos vereadores.

O vereador Rodrigo Marcial (Novo) apresentou uma avaliação do peso médio do novo IPTU em Curitiba sobre o salário curitibano, que deve ser de 35%, segundo ele. Do mesmo partido, a vereadora Amalia Tortato, considera que o projeto, mesmo com as alterações, ainda é abusivo.

Foto: Rodrigo Fonseca/CMC

O presidente do Secovi-PR (Sindicato da Habitação e Condominios do Paraná), Ricardo Toyofuku, acredita que faltou diálogo com a população na hora de reformular a tabela.

Também estiveram presentes representantes do Creci-PR, da Ademi (Associação Dirigentes do Mercado Imobiliário), da Confraria Imobiliária de Curitiba e da Comissão de Direito Tributário da OAB-PR.

Reportagem: Ana Flavia Silva e Amanda Yargas

jully.mendes

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Irmã da fisiculturista confia que Suss Marques será condenado