Confusão na Praça do Gaúcho envolve candidato a deputado e GM

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Uma confusão foi registrada no entorno da Praça do Gaúcho ontem à noite. A Guarda Municipal afirma que foi acionada por moradores que reclamavam de racha entre veículos e perturbação do sossego. No local, o candidato a deputado estadual pelo PT do Paraná, Renato Almeida Freitas, diz ter sido agredido pela GM.

Já a Guarda alega que Renato estava em um grupo que avançou contra os agentes e por isso foi necessário utilizar balas de borracha para conter o tumulto. Renato estaria fazendo panfletagem na praça e nega ter reagido a abordagem, afirma apenas que questionou a ordem de saída, dada pelos guardas. Depois de ele ser encaminhado ao hospital, o flagrante foi registrado na delegacia.

Por meio de nota, a GM informa que “além de envolvimento anterior num caso com a Polícia Militar, Almeida Freitas já havia sido detido pela Guarda em agosto de 2016, quando candidato a vereador, por desacato e perturbação de sossego”. Já o presidente do PT-Paraná, Doutor Rosinha, diz que “a única explicação para a perseguição” se dá pelo fato de o rapaz ser negro, do PT e integrante de movimentos sociais. Diz, ainda, que vai cobrar apuração sobre um eventual desvio de função policial.

Reportagem: Felipe Harmata/Ricardo Pereira

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*