Construção de rotatória em Morretes pretende reduzir número de acidentes na entrada da cidade

(Foto: divulgação)

Moradores e visitantes que chegam à cidade de Morretes conhecem bem a rua XV de Novembro, que leva ao centro da cidade e que dá acesso aos municípios de Antonina e Guaraqueçaba. O local tem tráfego intenso de carros e caminhões que seguem em direção ao Porto de Antonina. A segurança de pedestres e ciclistas é comprometida porque a via não suporta mais o alto fluxo de veículos.

Para melhorar a situação do local, está em andamento a construção de uma rotatória, obra esperada há anos pelos morretenses e que deve organizar o trânsito.

Segundo o secretário de Infraestrutura de Morretes, Otávio Foss Neto, a rotatória poderá evitar mais acidentes na rodovia.

Orçada em R$ 380 mil, a obra prevê a demolição de edificações, pavimentação, drenagem, placas de sinalização, lombadas e ampliação da via que passará de oito para 14 metros de largura, com calçada e ciclovia.

A gerente da farmácia localizada em frente a obra, Lidia Brunheri, conta que já viu muitos acidentes com mortes na região e acredita que a rotatória poderá mudar essa realidade.

A obra é resultado de convênio com a Paraná Cidade. A expectativa é que a rotatória fique pronta até o dia 31 de outubro, data de aniversário de Morretes.

Reportagem: Kelly Frizzo